quarta-feira, 25 de julho de 2007

Ontem à tardinha, era quase anoitecer
Aconteceu-me algo inesperado
Algo que só nos cinemas vi acontecer
O sol voltou a nascer
E eu, um menino de olhar esbugalhado
Deixei-me envolver
Por aquela luz, por aquele alvorecer
Iluminou-me tanto, tão intensamente
Abraçou-me, beijou-me, tocou a minha alma levemente
Que eu fiquei paralisado
Incrédulo pelo prazer oferecido
Pela surpresa inusitada, pelo sentimento querido
Saboreando aquele momento intenso
Aquele poder imenso
Que só aos astros é atribuído.
O sol da minha vida veio-me visitar
De fugida, sem eu esperar.

Joaquim Marques

6 comentários:

Dilma Damasceno disse...

Que bom, Joaquim...

"Depois das nuvens, o sol."
(ALANO DAS ILHAS)

Linda mensagem!...
Lindos versos!

Fraterno abraço, Dilma

Anónimo disse...

Poeta,
completamente rendida à tua forma de dizer, de sentir.

Se um ombro amigo
e o caminhar contigo
com a fé que abre as portas
e uma palavra de encorajamento
nem por um momento
ficarás desanimado.
Tu irás, além do teu limite
e chegarás ao castelo de sonhos
que em algum lugar existe...
Com o amor sendo suporte
vencidas serão muitas barreiras
e até mesmo a morte...
Não importa o passado,
limitações ou crenças.
Falhas quem as não tem?
Que sejas sempre sincero,
respeites as emoções,
apontes soluções...
Constrói um mundo
onde haja mais justiça,
fraternidade,
paz, serenidade e solidariedade.
Não é uma fantasia
nem eu falo com precipitação.
Se a cada momento
mais um pouquinho for feito
haverá mais coração.


:)

CMondim disse...

a luz é fundamental nas nossas vidas.

JRL disse...

Sabe sempre melhor quando não estamos à espera!
Um bj

Anónimo disse...

Felizes aqueles para quem o Sol volta a nascer!...
Como deve ser bom sentir essa luz... o abraço... o toque na alma!... Nem que seja de fugida!...

Isa

audrey disse...

Quanto mais lindo o nascer do sol mais lindo é o pôr do sol...
Sempre toca em minha janela os dois...
Mas o que minha visão consegue alcançar é o pôr-do-sol.
Lá no horizonte...com amarelo de todos os tons...
Ah!!!precisa ver....lá bem longe entre a montanhas todo aquele jogo de luz...
espalhando-se pelo céu ...misturando-se entre o azul,abrançando a lua minguante e a estrela d'alva como se fossem velhos dançarinos que trocam olhares de paixão...
Sempre quando olho esse horizonte,sinto que lá está alguém a minha espera...
E todos os dias...nos seus tons diferentes...na serenidade aguda de um coração que palpita sempre que o vê...
Traz consigo a esperança que um dia ao contemplar,possa derrepente surgir do nada um grande amor...


Beijos meu gatinho
Te adoro...