domingo, 10 de junho de 2007

A bela mosca
o moscardo
a varejeira
e a estrumeira
um quadro de beleza
criado pela Natureza
para nosso regalo.

Pintaram e cantaram já o cavalo
o potro
e o Nobre cavaleiro
e apeado o seu escudeiro
mas nunca vi cantar a bosta e o bueiro.

Sinto-lhe o cheiro
é aroma da Natureza!

Admiro o voo da mosca
e a sua destreza
quando poisa no cocó do cavalo
e de seguida na sobremesa
da menina de Cascais
que veio passear à província
na companhia dos pais.

Tudo isto é Natureza
até o cocó do cavalo tem a sua beleza
até as moscas e as varejeiras
têm a sua função nas estrumeiras
porque é delas que se alimentam as batateiras
de onde provém a batata frita que a menina de Cascais
come no Mc Donald’s na companhia dos pais.


Joaquim Marques

6 comentários:

Luzinha disse...

Com toda a minha ignorância, pode o poema estar muito bem feito, mas o conteúdo não faz muito o meu género (embora seja a vida no seu melhor).
Para o dia de Portugal, retrata um pouco um país infestado...

Joaquim Marques disse...

Pois cara leitora,
como hoje é dia de Portugal e de Camões e das Comunidades portuguesas, e como a festa é grande e ha grandes comezainas, imagine-se a quantidade de bosta que vai ser produzida...

Que mal tem uma Ode à bosta?

O cavalo de Camões andava de fraldas?
Ha tanto lirismo nos versos dos Lusíadas como na expressão do Presidente da Republica sentado no "trono" com prisão de ventre.
Pensa a cara leitora que o Santo Padre lá no Vaticano não evacua?
Viva a bela mosca!

Anónimo disse...

Olá Joaquim,

Este está eivado de realismo. :))
Beijinhos
Joana

Anónimo disse...

Apesar de uma ''romântica'' inveterada, não consigo ficar indiferente ao ''realismo'' deste poema...

Só teu, Joaquim Marques...
És único!!!...

Afinal... Porque não cantar a bosta e o bueiro???...
E, como o sabes fazer divinalmente, espero por mais!...

Isa

Anónimo disse...

O respeito por todos,
todos, até aqueles que ninguém lembra.
Todos diferentes todos iguais,
em suas necessidades vitais.
Ironizar com...
Combinação explosiva de inteligência e sensibilidade!
:)

Anónimo disse...

O respeito por todos,
todos, até aqueles que ninguém lembra.
Todos diferentes todos iguais,
em suas necessidades vitais.
Ironizar com...
Combinação explosiva de inteligência e sensibilidade!
:)