quinta-feira, 10 de maio de 2007

Não deixarei de falar ao vento
que a brisa me envolveu
em ternura caricia
e assim aconteceu a minha viagem
Oceano fora, mar adentro
aportando lá longe onde o sorriso fica perto
do vento fraco e da luz imensa.



Joaquim Marques

4 comentários:

Anónimo disse...

Envolvimento de
Ternura
Carícia
Sorriso
Luz...

Levados e trazidos
Pelo vento!...

Isa

Anónimo disse...

Pede ao vento que leve e traga carícias e sorrisos!...

AUDREY disse...

A MÚSICA VAI FALAR POR MIM...

UMA VOZ NO VENTO....
(Leila Pinheiro)

Uma voz no vento....
Chama azul do dia
Doce perfume, canção
Uma voz no tempo
Resiste na noite
E as lágrimas fogem de ti...

Uma voz no vento,
Uma voz me chama

Brisa de amor
Doce coração
Uma voz no tempo
Carinho na alma

E as lágrimas fogem de ti
Se quem chegou partiu
Se quem virá já foi
Só pra quem fica
Os dias são todos iguais

Mil sonhos pra enterrar
Ventos e vendaveis
Corpo e alma
Vergam-se os anos pesam demais
No coração

Uma voz no tempo
Carinho na alma
E as lágrimas fogem de ti
E as lágrimas fogem de mim
E um rio se forma entre nós...

BEIJOS MEU GATO...

Dilma Damasceno disse...

Como não aplaudir
um caminheiro, cidadão do mundo,
que, se pagasse impostos por sonhar,
seria um mendigo?!...
Felizmente, sonhar é de graça...
pois, confesso:
eu também, seria mendicante!
Parabéns, caro poeta sonhador,
pelos lindos versos!