sábado, 5 de maio de 2007

Deste-me um ramo de flores,
Um dia ofereceram-me uma rosa,
Hoje deste-me túlipas
Brancas e amarelas
E eu retribuí com um sorriso
Meu
Genuíno
Singular
Que ao contrário das flores
Não vai murchar
A não ser que te esqueças de o regar!

Joaquim Marques

5 comentários:

AUDREY disse...

Estamos tão absortos em nossos sentimentos...
Tão egocêntricos que quanto mais temos mais queremos....
Esquecemos de olhar para o lado e ver...e sentir o quanto abandonamos pessoas das quais cativamos...
Não regamos mais com tanta veemência que nas primeiras vezes....e deixamos de entender a indiferência das mesmas conosco...
Amor acaba? acaba sim...
Se as plantas morrem, porque ele não morreria ?...pois são tal qual o poeta diz...precisa ser regado...
Precisa ser moldado...valorizado...
Será que existe amor de verdade?
Ou será que a verdade é que está tentando ser o amor?
Eu não posso dizer...
Porque nunca encontrei esse amor...
Se o tive em algum momento..não foi regado...eu tentei...mas não consegui por muito tempo...

Beijos meu gato

Anónimo disse...

Tenho no céu flores mil
Tenho na terra o coração
As mais belas flores de Abril
São as que estão em botão

As flores na Primavera
Crescem em qualquer recanto
Olha-se para todos os lados
Só se vê lindo manto.

As tulipas da Primavera
Não se podem deitar fora
Quando se tratam mal as flores
Toda a Primavera chora.

Tenho no céu flores mil
Tenho na terra o coração
A mais bela flor de Abril
A preservo desde então.

:)

Anónimo disse...

O encanto
A delicadeza
A magia
De oferecer e receber flores...

O encanto
A ternura
A magia
De dar e receber sorrisos...

No Amor
E na Amizade...
Encantos de uma vida...

Isa

Cumplicidade disse...

Flores..
pequenez timida,
que não faz imaginar a "gigantês"
que nos olhos oscila.

Flores de cores, flores de doces,
flores do saber e poder,
flores prontas desabrochar,
Primores de um gesto são.

Filhas do vento,
e quem beija a minha filha, meus lábios adoça.

CMondim disse...

na vida tudo se vive em ciclo, aprendamos a prolongar o ciclo a que chamamos amor.