segunda-feira, 23 de abril de 2007

Oi
Você está aí?
Faz tanto tempo que eu não vinha aqui
Fazer esta pergunta idiota
Mesmo sabendo que a minha pergunta não teria Resposta
E que o meu silêncio foi um discurso imenso
De risos e sofrimento
De alegrias atrapalhadas
Esfumadas numa névoa de incenso.

Joaquim Marques

4 comentários:

Anónimo disse...

SILÊNCIO repleto
De palavras...
De sofrimento...
De alegrias...
De emoções...
De pensamentos...
De solidão...
De ruídos...
De confusão...
De risos...
De lágrimas...
De segredos...
De omissão...
De sentimento...

Eu escuto e entendo o teu silêncio!...

Isa

Anónimo disse...

O carinho é responsável por grande parte de qualquer felicidade sólida e durável existente?
:)

luzinha disse...

Areal extenso…
Em tons de luz…
O som da brisa
Por mim a passar…
Em formas sublimes…
Com feitios intensos,
Mágicos…
Uma felicidade imensa
Partilhada em mil tons…
Com a maré que trás
Pedaços de céu…
Bocados de mar…
Como a onda a vir,
em mim a tocar…
O prateado da vida…
Um raio de sol…
A imensidão transparente,
Consistente…
Onde está presente em mim…
A todos os minutos do dia…
Da vida…
Sem distorcer,
Sem cessar…
Uma vontade imensa de te abraçar…

AUDREY disse...

Quantas vezes fazemos perguntas que já sabemos as respostas...
É a pior pergunta que se pode fazer...
Porque dentro da perspectiva...se quer ter outra resposta...e.... ao não conseguir o que se quer....machuca-se a alma....
ALMA ....machucada...ferida...desesperançosa....

Te adoro gato...