quarta-feira, 4 de abril de 2007

ANIVERSÁRIO

Só , realmente Só.
Dormente vazio
De espaços preenchidos pelos fugazes estalidos
Dum fogo preso ao coração que arde
E roda, sempre a girar,
Ora silencioso, ora bravio
Num espectáculo anunciado
Todos os anos esperado
Que irá terminar esfumando-se como uma bruma
E continuará só
Acompanhado de si e do pensamento
Sem se preocupar com o tormento

De estar só no meio de tantas atenções.


Joaquim Marques

5 comentários:

Anónimo disse...

Barulho, presentes, calor
Observo entusiasmada
O que se passa em meu redor!

Fico sentada e calada
Olho à volta... E o que vejo?
Quanta alegria disfarçada!

Sinto vontade de gritar:
Acabem com o festim!
Parem de dissimular!

Isa

JRL disse...

Olá de novo.

Uma boa Páscoa.

Joana

Anónimo disse...

Ás vezes me sinto sozinha eu bem sei...
As paredes não falam, não ouvem não são alguém
a solidão sufoca, maltrata!
Ver as horas, sendo arrastadas...
Estar também a ser arrastada, procurando...
onde estão...
Onde estão as forças, a vontade
onde foram então?
Procurar em todos os cantos, nos livros e na televisão
e só encontrar, só encontrar solidão...
e só encontrar solidão!
Mesmo assim, a cabeça sempre erguida e seguir
fortalecendo a fé em mim, em Deus, pois sei a partida não está perdida
se acreditar em mim e no devir...
nem sempre a vida é bonita e isso não é segredo
para ninguém mas, é assim que ela ensina a ter coragem pra ir além...

:)

Luzinha disse...

UTOPIA DA VIDA

SAÍ DE MIM NESTA NOITE DE LUA,
EM BUSCA DE UM SONHO.
O CÉU UMA CORTINA DE PRATA
ONDE LAMPADAS AZUIS RASGAVAM O ALVORECER.


NAS QUADRAS SILENTES DO INFINITO, POUSEI NO VENTO, TROPECEI NAS HORAS, NA RENDA DAS NUVENS, NUA VESTIDA APENAS COM FIAPOS DA LUA.

CALADA ESTA A TERRA, NO ESPAÇO, LIVRE... LIVRE COMO UM PÁSSARO NA MINHA UTOPIA FECHO OS OLHOS DE SAUDADE Á Á CÁLIDA LUZ DAS ESTRELAS, NA OPALA DO HORIZONTE AO SOL, DOURANDO OS DEDOS DA MANHÃ, VIAJO, VÔO POR ENTRE SOMBRAS E LUZES, NOS ARES DO TEMPO AO BEIJO ALADO DO VENTO. (plágio)

AUDREY disse...

Não existe coisa mais chata que aniversário...
Principalmente festa de aniversário...
Nossa! "multidão" de pessoas fingindo que estão felizes pq nascemos, mas faça sem o bolo prá ver!rsrsrs
Aí vê-se quem é sincero...quem é o amigo...quem realmente acompanha tua vida...quem sabe o que essa idade nova tem feito em você...
O aniversário é nada mais nada menos que um pouco da solidão...
De retrospectiva...
E como as ondas que vão e vêm....
Nunca são do mesmo jeito...
Mas com certeza com a mesma pessoa...
Aniversário-idade nova...experiência...
Porque não podemos esquecer que isso existe e apenas viver?
Te adoro meu gato..
Bjs