quarta-feira, 21 de março de 2007

Um sonho incompleto

Vagueava por ali havia já alguns momentos longos, consoante o temperamento do tempo os concebe nos dias de sempre. Observava sentado o ritmo dos passos que ia dando, a destruição feita amálgama de sentimentos que o micro ecossistema sofria a cada ritmo menos acelerado do peso do meu corpo sobre a relva de musgo alimentada pela caruma dos pinheiros mansos. Perguntei-me: porque se diferenciam as folhas umas das outras? Não havia roseiras naquele local...

Sorri, faço-o sempre que a imaginação pára para dar lugar a mim próprio, sentado e parado, desfolhando um ramo de carvalho. São pequenas pausas no meu sonho de estar bem comigo, na vida diferente que gosto de ser.

Nem sempre vou a estes lugares onde o pensar me desgasta a celulite dos tempos da representação do meu papel na imensidão dos palcos da vida.

Tornei a sorrir, pois nunca me tinha acontecido vaguear de lápis e papel.


Joaquim Marques

1 comentário:

Audrey disse...

A Bíblia diz que não há uma folha que caia sem que Deus saiba a razão...
Os ecossistemas são grupos que se interligam ao tipo de clima ali existentes...
Se os destruírmos também corremos o risco de modificar o clima...
E como é a nossa "vidaecossistema".
Vidaecossistema ?...
Quando acabamos com o que acreditamos, quando deixamos de amar,quando trocamos nossos valores,quando arrancamos e abandonamos nossas almas...desequilibramos nossas vidas....
Acabamos com o ecossistema dentro de nossas vidas....destruímos a nós mesmos..
E o clima? ....SUICÍDIO...!
beijos meu gato..