segunda-feira, 19 de março de 2007

Eis-me perante
A angústia de se estar à espera!

E eis como ela se apresenta
perante a inoportunidade do momento
carregado de sentimentos
e ideias já muito pensadas:
vem de mansinho
tal como o saber a entende
e frutifica das palavras que se não disseram
antes do momento da sua aparição.
E quando ao pensar bani-la,
bani-la do meu pensamento:
pensando que não tenho pensar
e querendo que esse pensamento
seja ao sabor do vento
puro e alegre como o cantar das aves;
fica o problema da dificuldade
de se não entender o pensamento
e de ter medo a cada momento
daquela ideia que me persegue
e que ao frutificar é
a angústia de se estar à espera.

Não sei como bani-la,
Mas sei que não devo pensar nela.



Joaquim Marques
Açores 31-07-1983

1 comentário:

AUDREY disse...

A angústia é um dos sentimentos mais hostis que o ser humano pode sentir...
A gente não consegue explicar...
A gente se angustia...se perde dentro de uma tristeza tão profunda e inexplicável sem saber porque,sem saber porque quem.
Mas quando essa angústia tem nome,é bem pior...porque se quer o remédio e o remédio só terá se o nome que tem a angústia a fizer passar..
Beijos pra ti meu gatinho.